CARREGANDO...

Type to search

Entretenimento Todas

Filha de policial em ‘Malhação’, atriz que faz Anjinha sofre com morte de seu pai, também PM

Compartilhar
Filha de policial em ‘Malhação’, atriz que faz Anjinha sofre com morte de seu pai, também PM


Julio Machado e Caroline Dallarosa são pai e filha em 'Malhação'
Julio Machado e Caroline Dallarosa são pai e filha em ‘Malhação’ Foto: Selmy Yassuda/Divulgação/TV Globo

Em “Malhação”, a personagem de Caroline Dallarosa, Anjinha, vive uma relação de cumplicidade e conflito com o pai, o major da Polícia Militar Marco Rodrigo (Julio Machado). Além do desafio de viver seu primeiro trabalho na TV, a artista precisou enfrentar o maior trauma de sua vida ao descobrir qual seria seu papel na trama: o pai dela, Paulo Marcos, também era PM e morreu em janeiro de 2018 — supostamente assassinado —, meses antes do início da preparação para a novela.

— Meu pai morreu em janeiro, e eu comecei a fazer a preparação em agosto. Foi um trauma muito grande. Eu não sabia qual personagem seria. Fiz o teste e, no fim, disseram que eu era Anjinha, a filha de um policial — lembra a atriz, sem dar detalhes sobre a morte do pai.

A surpresa foi ainda maior, quando Caroline conheceu Julio. Segundo ela, o ator foi fantástico durante a preparação para “Malhação”.

— Ele tem um jeito muito parecido com o do meu pai. Muito perfeccionista. Quando bati o olho, eu comecei a chorar, e ele também se emocionou. Júlio não tem filhos, e a gente acabou criando uma relação muito bonita. Acabei transferindo esse sentimento de situações que eu queria estar vivendo com meu pai para a tela. Em muitas cenas, fico emocionada, mas me seguro — conta ela, que completa: — Uma perda é sempre triste, mas a gente tem que aprender a lidar. Uma vez me falaram que temos que transformar a dor em arte. Foi realmente um choque (descobrir que seria Anjinha), mas está sendo incrível (interpretá-la).

Assim como Anjinha, Caroline Dallarosa tinha pai policial, que morreu em 2018
Assim como Anjinha, Caroline Dallarosa tinha pai policial, que morreu em 2018 Foto: João Miguel Júnior/Globo

E as vidas de atriz e personagem se encontraram de verdade. O jeito serelepe de Anjinha já foi incorporado pela paranaense de 21 anos, que, no entanto, ainda se acostuma com a visibilidade do papel:

— Está sendo uma loucura. Não esperava todo esse sucesso aí, não. Foi outro choque.

Elogiada por sua atuação, Caroline diz que ainda está aprendendo a lidar com as críticas negativas.

— Como é meu primeiro trabalho, quero agradar a todo mundo, mas não é assim que funciona. Eu aprendi a lidar de forma construtiva. Toda crítica, seja ela boa ou ruim, eu acabo absorvendo. Acho que a gente cresce e aprende. Penso: “Se não gostar, beleza, mas me ajuda aí. Não gostou por quê? Vamos conversar!” — ela brinca.

Casal-xodó da trama: ‘Anjinha e Cléber são reais’

Romântica, Caroline diz que, assim como Anjinha, já viveu “paixões malucas”. A atriz defende as atitudes extremas de sua personagem, que já até fez greve de fome por causa do namorado,Cléber (Gabriel Santana).

— Eu não a julgo, porque, quando a gente é novo, acha que tudo é o fim do mundo — diz Caroline, que lembra sua adolescência: — Eu achava que iria casar com qualquer um. Dava o primeiro beijo e já estava planejando os filhos. Mas depois de uma semana passava… (risos). Anjinha tem muito de mim, mas eu nunca ficaria sem comer.

Caroline Dallarosa e Gabriel Santana são o casal xodó de 'Malhação'
Caroline Dallarosa e Gabriel Santana são o casal xodó de ‘Malhação’ Foto: Globo/João Miguel Júnior

O casal de “Malhação” virou o xodó da trama. Para Caroline, a identificação é porque todo mundo já passou por uma paixão avassaladora:

— Todo mundo já teve o primeiro amor, já se apaixonou loucamente e quando vê os dois lembra. Anjinha e Cléber são reais.

Sobre o futuro do casal, ela diz não saber o que esperar:

— Acho que Anjinha deveria crescer e amadurecer mais para eles seguirem juntos

Fonte :Leia Mais…

Tags:

You Might also Like

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *